Espalhadas pelos três andares do Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo estão 25 cadeiras de balanço a balançar 25 senhoras da terceira idade vestidas de preto. Em seus colos, um punhado de algodão em forma de manta. Enquanto balançam, elas dedicam-se a inútil tarefa de retirar dessa porção de algodão pequenos chumaços com o fim de transformá-los em finos cordões e com eles tecer o mesmo algodão do qual os fios foram feitos. O ranger das cadeiras pontua o tempo da ação. A particularidade do lugar torna BALANÇO +, 2001, uma obra site specific. Ver Balanço.

1/1