A série CHAPÉUS, 2000, é composta de pequenos armários hospitalares, afixados na parede e espalhados no espaço (como pontuação surreal). Armários para "guardar" nossas cabeças... Eventualmente. E é assim que se observa, os armários chapéus: de dentro deles, onde podemos encontrar a nossa auto-alter imagem refletida, ou o som - do quê, mesmo? - ou instruções... De dentro deles, pode-se observar o ambiente... Transformado pela imagem que se interpõe entre nosso olhar-de-dentro e a paisagem-fora.

1/7