A performance ESCURIDÃO, 2003-2013, ocorre em uma sala escura. Divisa-se duas figuras na penumbra. Uma segura um dicionário, a outra acende um palito de fósforo. No facho de luz, tentam localizar e depois ler o verbete “escuridão”. Mas o tempo de queima de um fósforo não é suficiente. Assim, se sucedem, um, dois, três... é necessário que se acendam sucessivos fósforos. A repetição desta ação provoca intermitentes momentos de escuridão, impossibilitando a clara compreensão do texto e a conclusão eficaz da tarefa.

1/7