NADA – ARRANJOS PARA ASSOBIO – ATO II, 2012, dá prosseguimento ao ato I. Foram realizadas diversas atividades com enfoque no público infantil e juvenil, na Caixa de Vidro e no Teatro II do Centro Cultural Banco do Brasil, Brasília/DF: cantigas de roda, contações de histórias e oficinas de poesia, música, teatro e animação.

 

 

Cantigas de roda realizadas

 

Brincadeiras e cantigas das antigas

com o Grupo Pé de Cerrado - Pablo Ravi, Fernando Rodrigues e Bruno Ribeiro

Com cantigas de rodas e brincadeiras populares, os participantes poderão desenvolver a interatividade, a imaginação e a musicalidade.

 

 

Contações de histórias realizadas

 

Exercício de ser criança: brincando de imaginar histórias

com o Grupo Era uma Vez - Ana Clara Mendes e Isabela Léda

Uma aventura imaginária nos poemas de Manoel de Barros. Fazendo ”peraltagens com as palavras”, os participantes escutam e interagem, brincando de literatura.

 

 

Oficinas realizadas

 

Manoel de Barros em poesia visual

com Elisa Matos

A partir da leitura de textos do escritor Manoel de Barros, os participantes terão a oportunidade de experimentar a transformação do texto em imagem, tomando como referência a poesia visual de Mallarmé, Apollinaire e outros.

 

Reciclagem musical: do papel à flauta 

com Rogério Pereira

A transformação de panfletos, revistinhas e jornais velhos em flautas afinadas, utilizando apenas papel, água e cola.

 

Ceninhas para passarinho à toa

com Mariana Gopfert 

A partir das poesias de Manoel de Barros, os participantes poderão manipular objetos, figurinos e instrumentos para a construção de cenas. 

 

Antes da Sala Escura

com João Angelini

Os participantes irão experimentar a construção de imagens em movimento através de processos  artesanais. 

1/26