A partir de Quadrat 1 + 2, de Samuel Beckett, QUADRADO, 2014, situa-se entre a dança e a performance. Apresenta quatro quadros em que a cena/paisagem é resultado das possibilidades físicas e decisões momentâneas dos intérpretes: as mínimas ações individuais, mesmo que isoladas, constituem o coletivo.