ALFRADIQUE, Carolina. Resta pouco a dizer, mas o resto é essencial In: Revista Questão de Crítica - Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais, março de 2008. 

ALICE, Tânia. PERFORMANCE.ENSAIO: DES]MONTANDO OS CLÁSSICOS. Rio de Janeiro: Confraria do Vento, 2011.

ALVES, Ludmilla. Coletivo Irmãos Guimarães. Apresentação do Coletivo no Site Nada Expandido, Brasília, 2013.

ARAGÃO, Emanuel. A dizer sobre Beckett. In: Revista Questão de Crítica - Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais, março de 2008. 

ARAÚJO, Celso. Artes cênicas: a cidade teatralizada. Coleção Arte em Brasília - Cinco décadas de cultura. Brasília: Instituto Terceiro Setor, 2012.

BERNARDET, Jean-Claude. Resta Pouco a Dizer. In: Blog do autor, 14/01/2011.

BORNHEIN, Gerd. Beckett e os Significados do Gerúndio. In: GUIMARÃES, Adriano; GUIMARÃES, Fernando (org.). FELIZES PARA SEMPRE. Brasília: edição do autor, 2001.

BOUSSO, Vitória Daniela (org.). hiPer> relações eletro//digitais. Porto Alegre: Santander Cultural, 2004.

______________________ . Zona de Interstício. In: Revista HumanidadeS, nº 58, p. 114-117. Brasília: Universidade de Brasília, 2011.

BOUSSO, Vitoria Daniela; RIBEIRO, Daniela Maura. Luz Obscura: o Metrônomo de Beckett. In: Rede de Tensão. São Paulo: Imprensa Oficial, 2001.

CESARE, Dinah. Mistérios da fala no corpo. In: Revista Questão de Crítica - Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais, junho de 2012.

CORADESQUI, Glauber. A Visualidade Performativa dos Irmãos Guimarães: Projeto Beckett. In: Canteiro de obras: notas sobre o teatro candango. Brasília: Filhos do Beco, 2013.

______________________ . Ao mesmo tempo: sobre a mesa. In: GUIMARÃES, Adriano; GUIMARÃES, Fernando (org.). Ao mesmo tempo. Brasília: Filhos do Beco, 2013.

______________________ . Entrevista com Adriano e Fernando Guimarães. In: Canteiro de obras: notas sobre o teatro candango. Brasília: Filhos do Beco, 2013.

COSTA, Marco Túlio. Impacto Macbeth Mauser I e II.  In: Jornal de Brasília, 22/08/1990.

FARIAS, Agnaldo. Por Entre as Coisas. In: GUIMARÃES, Adriano; GUIMARÃES, Fernando (org.). FELIZES PARA SEMPRE. Brasília: edição do autor, 2001.

GALVÃO, João Cândido. Macbeth Mauser. In: 21ª Bienal Internacional de São Paulo. São Paulo: Marca D'água, 1991.

GONTARSKI, Stanley E. Redirecting Beckett. In: GUARDAMAGNA, Daniela; SEBELLIN, Rossana M. The Tragic Comedy of Samuel Beckett. Roma: Università degli Studi di Roma, 2010.

GRAMMATIKOPOULOU, Christina. Montando Beckett: Hirst, Navridis y hermanos Guimarães tomando “un respiro”. In: Revista Virtual Interartive, nº 4, Novembro de 2008.

GUIMARÃES, José Otávio; PAIXÃO, Cristiano. Dossiê Resta Pouco a Dizer: Adriano e Fernando Guimarães. In: Revista HumanidadeS, nº 58, p. 108-113. Brasília: Universidade de Brasília, 2011.

GUZIK, Alberto. Paixões. In: Jornal da Tarde, 04/10/1989.

HELIODORA, Bárbara. Beckett perfeito para uma plateia sem fôlego. In:  Jornal O Globo, Segundo Caderno, 08/10/2000.

______________________ . Dorotéia - Farsa de Nelson enfim é reconhecida. In:  Jornal O Globo, Segundo Caderno, 24/01/1996.

______________________ . Um caminho muito novo. In:  Jornal O Globo, Segundo Caderno, 12/06/2012.

KATZ, Helena. Corpo - Objeto – Corpo. In: GUIMARÃES, Adriano; GUIMARÃES, Fernando (org.). FELIZES PARA SEMPRE. Brasília: edição do autor, 2001.

LAGE, Amarílis. Peça se inspira em obra de Manoel de Barros e Beckett. In: Jornal Valor Econômico, 24/05/2012.

MENEZES, Maria Eugênia. O eloquente silêncio de Beckett. In: Jornal Folha de São Paulo, 07/01/2011.

MIYADA, Paulo. Enquadrar o nada, colocar em cena o rumor. In: Nada Expandido. Brasília: Filhos do Beco, 2013.

MONACHESI, Juliana. hiPer>beckettianas. In: Site Canal Contemporâneo, 22/06/2004.

MOSQUERA, Gerardo; SAMOS, Adrienne. Panorama da Arte Brasileira: (desarrumado) 19 desarranjos. São Paulo: Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2003.

NETTO, Karla Osorio (Org.). Aos ventos que virão – Brasília (1960-2010). Brasília: ARP Brasil, 2010.

NÉSPOLI, Beth. A difícil arte de renovar sem perdas. In: Jornal O Estado de São Paulo, 2008.

______________________ . Eliminar enigmas mata a obra de Beckett. In: Jornal O Estado de São Paulo, 2008.

OLIVEIRA, Nicolas de; OXLEY, Nicola. O Espaço da Memória: As Instalações e Cenografias dos Irmãos Guimarães. In: GUIMARÃES, Adriano; GUIMARÃES, Fernando (org.). FELIZES PARA SEMPRE. Brasília: edição do autor, 2001.

OLIVEIRA, Nicolas; OXLEY, Nicola; PETRY, Michael. Installation Art in the New Millennium: The Empire of the Senses. Londres: Thames & Hudson, 2003.

PANITZ, Marília. Dupla Exposição. In: GUIMARÃES, Adriano; GUIMARÃES, Fernando (org.). TODOS OS QUE CAEM. Brasília: edição do autor, 2004.

______________________ . Luz Sem Luz . Texto sobre a instalação Luz Sem Luz, Santander Cultural, Porto Alegre/RS, 2004.

______________________ . No singular. Nada se move. In: GUIMARÃES, Adriano; GUIMARÃES, Fernando (org.). Nada Expandido. Brasília: Filhos do Beco, 2013.

______________________ . O Aprendizado da Desescuridão. Texto sobre a intervenção Desescuridão, Torreão, Porto Alegre/RS, 2005.

______________________ . Quando a sílaba tônica recai sobre o intervalo. Programa do espetáculo RESTA POUCO A DIZER, 2008.

______________________ . Quase Teatro. Programa do espetáculo NÃO FICAMOS MUITO TEMPO... JUNTOS, 2002.

______________________ . Rumor. In: GUIMARÃES, Adriano; GUIMARÃES, Fernando (org.). Nada Expandido. Brasília: Filhos do Beco, 2013.

______________________ . Sobre Armários e Seus Vazios. In: GUIMARÃES, Adriano; GUIMARÃES, Fernando (org.). FELIZES PARA SEMPRE. Brasília: edição do autor, 2001.

______________________ . Um longo diálogo ou os elos possíveis: alguns encontros com a dramaturgia de Samuel Beckett. 2003.

PARDO, Ana Lucia (org.). A Teatralidade do Humano. São Paulo: Edições SESC-SP, 2011.

RAMOS, Luiz Fernando. Diálogo com performance intensifica peça. In: Jornal Folha de São Paulo, 20/02/2011.

______________________ . Nada. In: GUIMARÃES, Adriano; GUIMARÃES, Fernando (org.). Nada Expandido. Brasília: Filhos do Beco, 2013.

SAMOS, Adrianne. Desmontando Beckett. In: Art & Co. No.1. Espanha: Madri, 2008.

SCHENKER, Daniel. O movimento vivo da repetição. In: Revista Questão de Crítica - Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais, março de 2008.

SMALL, Daniele Avila. Um pouco de fôlego. In: Revista Questão de Crítica - Revista eletrônica de críticas e estudos teatrais, março de 2008.

SÁ, Nelson de. Diversidade: um Guia para o Teatro dos Anos 90. São Paulo: Editora Hucitec, 1997.

TELLES, Cláudio. Macbeth Mauser. In: Catálogo geral da 21ª Bienal Internacional de São Paulo. São Paulo: Marca D’água, 1991.

______________________ . Performance e instalação em Macbeth Mauser. In: Jornal de Brasília, Caderno 2, 25/08/1990.